Source

A crise

Início pdf share

Nossas vidas mudaram, possivelmente para sempre, e de muitas maneiras. Isso levanta muitas questões.

Por exemplo, surgem perguntas sobre o passado: Onde o Corona Vírus se originou? De quem é a culpa?  Ou, ainda, perguntas sobre o futuro: o que vai acontecer comigo, com minha família? O que será que vai acontecer com a humanidade como um todo?

Essas perguntas são compreensíveis. Mas elas não nos libertam de nossos medos e resistência. Se pudéssemos responder às perguntas que fazemos sobre o passado, nada mudaria na situação atual. E o curso dos acontecimentos eventualmente proverá respostas às perguntas que fazemos sobre futuro.

Como diz o conhecido ditado: "toda situação possui seu lado positivo"; em todas as crises há uma oportunidade. Assim sendo, uma enorme crise pode gerar uma grande oportunidade.

Vamos considerar a situação atual da perspectiva do caminho espiritual. Quase todos experimentam como sua realidade está sendo abalada, por motivos pequenos, ou por motivos muito significativos.

Se conseguirmos aceitar uma situação incondicionalmente – não apenas esta situação atual, mas tudo o que a vida nos reserva – como ela é, podemos mudar algo sobre nós. Reconhecemos nossos medos como partes do nosso próprio ser, eventualmente os aceitando. Entendemos e aceitamos que nossos desejos e ideias, nosso estilo de vida anterior, também fazem parte do nosso ser. Entendemos que muitas coisas, que antes pensávamos ser de extrema importância, de repente não são mais possíveis. Nossa autoimagem pode começar a vacilar.

 

Uma nova visão da vida torna-se possível

O que isso implica? A paz é possível, assim como o silêncio interno. Uma nova visão da vida torna-se possível. Tudo pode estar perdido, até mesmo nossa própria vida pode chegar ao fim mais cedo do que a maioria de nós gostaria.

Se aceitarmos isso, adquirimos uma certa distância e adentramos um lugar mais silencioso. Podemos começar a mergulhar na parte mais interna do nosso ser (um pouco de prática é necessário). Nós provavelmente não vamos ter sucesso imediatamente, mas podemos nos preparar através da leitura de um texto adequado, talvez um bom poema, ou ouvindo uma música contemplativa. Então, tudo pode ficar quieto dentro de nós.

O que pode se tornar aparente em um estado meditativo? O que pode emergir da profundidade do nosso ser interior? Vamos nos libertar de nossas expectativas! No início, experimentamos apenas a escuridão, possivelmente seguida por uma confusão de pensamentos e sensações. Deixe-os passar e desaparecer. Vamos direcionar nossa atenção para algo mais profundo, para algo que ainda não sabemos.

Do silêncio interior surge o que chamamos de consciência. É como uma estrela na escuridão. Espalha uma espécie de luz, a luz da consciência. Você se torna consciente da sua existência. Deixe isso trabalhar dentro de você.

A consciência tem uma única fonte, e nós nos aproximamos desta em um caminho espiritual. E ao fazê-lo, podemos fazer uma tremenda descoberta: a fonte que está em mim flui em uníssono com a fonte de consciência em todas as outras pessoas.

Há uma fonte universal de consciência para todos. Nesta, nosso ser mais íntimo toca o ser mais íntimo de todas as outras pessoas.

Estamos mais profundamente conectados do que jamais pensávamos ser possível. Há, no fundo de nossa existência, uma única consciência abrangente. E, através desta, cada um recebe sua própria consciência, a todo momento.

Além disso, compartilhamos uma vida única e abrangente. E a partir dela, cada ser recebe, a todo momento, sua própria vida.

À medida que essa descoberta se faz verdade em nós, começamos a nos ver e, também, uns aos outros, de uma forma muito diferente, percebendo que, em um nível muito profundo, fundamental, somos todos irmãos e irmãs.

De fato, a grande crise pode realmente nos ajudar a ter uma profunda experiência interior.

Início pdf share