Baby

Mães e Pais da nova alma

Início pdf share

Uma vida esperando, nove meses de preparação e um momento de silêncio absoluto logo antes: o nascimento de um mundo inteiramente novo. Meu filho. Nada pode nos preparar para isso. Tudo o que uma vez foi, não é mais. O nascimento de uma criança afeta nossa vida e a humanidade, assim como o nascimento de estrelas e planetas afetam o universo e todas as estrelas e planetas pré-existentes. No entanto, essencialmente e muito diretamente, influencia completamente a vida da família direta. Quando um ser humano nasce, ele é cercado, faz parte e vive em um mundo em miniatura, um campo magnético ou um planeta que é só dele ou dela. Esse planeta, com todas as consequências magnéticas, determina o relacionamento do ser humano com todas as outras vidas no Planeta Terra e além. Gostamos de chamar esse planeta exclusivo, em miniatura, de microcosmo. Somos magneticamente afetados pelos mundos em miniatura uns dos outros e influenciamos uns aos outros apenas por existirmos, por um mero pensamento ou por uma respiração. Nós somos um.

Tudo mudou com o nascimento do meu primeiro filho. E então, com o nascimento da minha filha, tudo mudou novamente. Se meu mundo em miniatura é diretamente afetado pelo campo magnético de um mundo recém-nascido, e eu sinto fisicamente a mudança, então este mundo recém-nascido afeta também todos os outros campos magnéticos ao redor dele, mesmo que de forma menos óbvia. Cada mundo em miniatura individual carrega uma assinatura, um arquétipo, que molda sua existência e sua vida no Planeta Terra. Seu alcance, sua influência, seu potencial são todos predeterminados pela soma de suas experiências, boas e más; por todas as suas vidas passadas e também pela história dos ancestrais do ser humano. Como esses mini mundos interagem e se desenvolvem é determinado por esses fatores.

Agora imagine que nós, da mesma forma, que somos um meio de criação de outros seres humanos que, por sua vez, afetam e determinam nossas vidas, também podemos nutrir nossa própria alma eterna para que ela possa despertar e se desenvolver em nossos corações. E imagine que essa nova alma determina não apenas nossa própria vida, mas também as vidas de cada uma das outras pessoas, de todos os reinos de seres vivos deste planeta: animal, vegetal e mineral. Portanto, por mais maravilhoso e significativo, por mais “de tirar o fôlego” e revolucionário que seja ter um filho, nós realmente nos tornamos pais e mães quando damos à luz a ideia de cultivar uma alma em nossos corações. E quando nós realmente abrimos caminho para ela crescer.

Essa nova alma é a semente eterna da vida. Ela é capaz de liderar o caminho para que o nosso mundo em miniatura volte ao seu estado original de perfeição antes da grande queda, completo com a sabedoria adquirida pelas intensas experiências acumuladas através de incontáveis ​​vidas. Essencialmente, a nova alma ilumina nossa existência, permitindo-nos ver claramente e navegar com precisão pela vida em estado de lucidez inteligente. Consequentemente, podemos verdadeiramente aprender com cada experiência e usar cada uma conscientemente para a transformação completa do nosso ser. Da mesma forma que uma estrela recém-nascida lança luz sobre a matéria escura que a envolve, a nova alma ilumina nossa consciência nebulosa. Então as próprias experiências que foram um meio para o ser humano e seu mundo em miniatura alcançarem sua maturidade, seu ponto de virada, tornam-se os obstáculos que devem ser vencidos para uma transformação bem-sucedida. A única ferramenta é a luz em si. O único objetivo é uma completa transformação guiada pela nova alma que, amadurecida para se tornar um adulto pleno, comanda o mundo em miniatura que estava perdido, mas que agora está pronto para a sua verdadeira manifestação intencionada por Deus.

Podemos todos ser mães e pais da nova alma. O nascimento dela vai revolucionar o seu mundo. E se você nutri-la como se fosse um bebê recém-nascido, ela um dia será seu guia, seu farol e um santuário para toda a vida.

Início pdf share