Sofia-Peter Deunov

Peter Deunov – Sabedoria do Amor

Início pdf share

Diariamente, dezenas de búlgaros chegam ao exuberante jardim de rosas no coração da capital búlgara Sofia, onde o professor de sabedoria e herdeiro dos Bogomilos, Peter Deunov, está enterrado. Eles refletem, fazem música ou lêem um texto de seu imenso legado espiritual.

Seu túmulo é cercado por uma cerca branca de ferro fundido em forma de pentagramas e revela as chaves no caminho do novo homem espiritual: sabedoria, verdade, virtude, amor e justiça.

Seu testamento espiritual tem mais de 7000 palestras, que podem ser divididas em aproximadamente quatro categorias. Nas palestras de domingo de manhã (às cinco horas), Deunov (1864-1944), também conhecido pelo nome de Beinsa Douno, fala aos seus alunos e ouvintes sobre o "novo céu". No domingo à tarde, novamente às cinco horas, ele fala sobre a 'nova terra'. Na quarta-feira às cinco horas da tarde, ele se concentra nas "forças vivas da natureza e do cosmos", e na sexta-feira, às cinco horas, o "novo homem" é o tema central.

Amor, sabedoria e verdade

Tenha amor pelo caminho perfeito da verdade e da vida,

use o Bem como base para seu lar,

Justiça como medida,

Amor como uma joia,

Sabedoria como um envoltório

e a verdade como uma lâmpada

e eu me revelarei a você.

No cumprimento da vontade de Deus está o poder da alma humana.

Esta citação descreve a base sobre a qual Deunov constrói seus "novos ensinamentos". Há três princípios básicos: em primeiro lugar, o amor que traz à verdadeira vida, além da sabedoria que gera luz e o verdadeiro conhecimento, e, finalmente, a verdade que traz liberdade ilimitada e plena. Mas destes três, o amor continua sendo a eterna palavra: "Meu ensinamento é sobre a natureza viva, sobre as pessoas e sobre as realizações intelectuais deste mundo, mas especialmente sobre Deus, porque é um ensinamento de amor." Não é sem razão que a escrita na fonte do jardim de rosas proclama, com grandes letras cirílicas: "DEUS É AMOR".

 

O florescimento da alma humana

Para Deunov, a humanidade está, em um sentido espiritual, caminhando para um ponto de virada de tempos. Até agora, a alma humana não está mais desenvolvida do que "um broto". Na próxima nova era, este broto será aberto. Esse é um dos maiores eventos do Todo e é chamado de "florescimento da alma humana". "Vocês são almas, uma vez recebidas no Espírito de Deus, e agora vocês têm a oportunidade de florescer e dar frutos. Isso gratificará a Deus. Esse pensamento estabelecerá uma base abaixo de sua existência para que você comece a entender o significado da vida, e encontrar o Caminho Uno".

Nesse caminho, no entanto, há sofrimentos e ligações que Deunov também não pode negar. Afinal, o homem tem que considerar permanentemente sua fragmentação, com sua natureza dual: matéria e espírito. Esse elemento físico é "envolvido" na "personalidade-Eu". Isso se distingue por características dualistas como alegria e tristeza, amor e ódio, inveja e dedicação. Quando o homem se prende à sua personalidade, ele permanece no "degrau mais baixo" de sua vida.

A origem dessa personalidade está na consciência do homem, a “mãe” da personalidade. O "eu" é o pai da personalidade. Apresentada desta maneira, a consciência - o eu inferior - e o eu - o eu superior - formam o par do qual a personalidade se deriva. Acima deste par está a Mônada divina, acima da mônada está a alma divina e acima da alma divina está o espírito divino.

 

Aula de preparação

"A vida da personalidade é, na verdade, apenas a aula de preparação da grande Escola da Vida", disse Deunov. "No homem, a personalidade representa a vida da carne, e o divino nele se refere à vida do espírito. Se a mente agora vem em primeiro lugar para o homem, então a personalidade deve estar satisfeita com um lugar mais baixo. Lá onde o espírito vive, a carne morre, onde a carne vive, o espírito morre. Por quê? Seu alimento não é o mesmo. O espírito não pode levar sua vida na direção certa com a nutrição da personalidade - ele vive sua própria vida."

Por que a personalidade não pode viver em harmonia com o espírito, com que Deunov é muitas vezes confrontado desesperadamente? "Isso é porque os dois trocaram de lugar, mas, algum dia, quando tudo se encaixar, a personalidade e o espírito estarão novamente em harmonia e em unidade um com o outro. Em algum momento a personalidade perceberá, através do despertar do elemento divino dentro dela, que não vive para si e que deve entregar a orientação para a alma imortal como o portador da pureza, santidade, fraternidade, harmonia e paz".

 

Gandhi

Peter Deunov é muitas vezes visto como um herdeiro da tradição espiritual profundamente enraizada que começou com os mistérios órficos dos Trácios na Europa Oriental, e foi fortemente exercida pelos Bogomilos. Com sua mensagem de amor, ele viajou pelo mundo todo. Na Índia, até Gandhi estava entre seus alunos. Em seu próprio país, ele teve dezenas de milhares de seguidores, que se uniram na Fraternidade Branca. As autoridades o temiam, mas também o respeitavam, o que foi provado durante a Segunda Guerra Mundial, quando ele foi secretamente consultado sobre o possível julgamento dos judeus em seu país. A autoridade natural de Deunov provou ser tão grande que sua mensagem de amor fez uma grande descoberta: nenhum judeu foi perseguido na Bulgária!

Após a revolução de 1989, Deunov conquistou um lugar de honra na memória coletiva dos búlgaros. Isso se refletiu na eleição do "maior búlgaro da história, em que o professor de sabedoria, Deunov, terminou como segundo colocado, logo após o lutador búlgaro, Vasil Levski (1837-1873), que lutava pela liberdade e foi tido como herói nacional.

 

Fontes:

Beinsa Duno – Peter Danov, The Beauty of Life, collection of lectures, Sofia 2005

Peter Deunov, The high Ideal, lecture of the General Occult Class held by the Master Beinsa Douno on September 11, 1923 in Sofia, Sofia 2003

The Master Peter Deunov – Beinsa Douno, The mindful Heart, collection of lectures, Sofia 2003

Beinsa Douna (The Master Peter Dounov), The Salt, Sunday lectures, 1917 – 1919, Power and Life series, vol. III, Sofia 2003

 

Início pdf share