Oneness, Orchestra

Unidade

Início pdf share

 

Eles se sentam diante de seu instrumento.

Por um instante eles estão separados.

Há uma delicadeza, uma sensibilidade sobre eles, algo que pode ser sentido, observado, mas não descrito.

 

De repente, uma performance começa, uma experiência.

Como se um fio mágico invisível fosse tecido.

Toda separação desaparece.

 

Os dois se tornam um - músico e instrumento, instrumento e músico.

Sem partitura, apenas um conhecimento, uma conexão.

Nada mais é necessário.

 

Mensagens desconhecidas fluem entre eles, elas seguem, fluem juntas.

Às vezes uma resposta suave e gentil, às vezes uma explosão dramática.

Mas sempre perfeito, como o momento invisível requer.

O músico não toca mais o instrumento, mas parece que o instrumento toca igualmente o músico.

Conectividade total, uma união palpável entre eles.

Uma harmonia gentil, uma unidade.

 

A performance termina, mas a impressão permanece.

Tocou o público, o maestro, a orquestra.

Eles estão enfeitiçados, espantados.

 

Nós também estamos buscando essa mesma união, esse mesmo sentido de unidade.

Aquele toque que nos deixa enfeitiçados, transformados.

Ela pode ser compartilhada, comunicada um ao outro.

Não em palavras, mas no conhecimento interno.

 

Quem tem a sorte de vivenciá-la, nunca se esquece.

 

 

Início pdf share